terça-feira, 28 de maio de 2013

Eu de cá, você de Lá: o Rádio que dá voz aos ouvintes

     Final da década de 60 início da década de 70, um nome já conhecido na música nordestina passa a integrar a equipe da Rádio Nacional de Brasília AM como produtor e locutor, era Gilvan Chaves. Logo no início da sua carreira na emissora, o radialista ajudou a criar e apresentou o programa Eu de cá, você de lá. O programa revolucionou a programação da Rádio Nacional de Brasília AM ao abrir os microfones para a participação dos ouvintes de todo o país. 
Vinheta de abertura do programa "Eu de cá, você de lá".
  Na Nacional de Brasília, por carinho dos colegas e autodenominação, Gilvan Chaves era chamado de “Titio Gilvan”. Com um programa popular, marcado por números musicais e muitos causos, o locutor estabeleceu uma forte amizade com os ouvintes, ao conseguir se transporta pelas ondas do Rádio para o ambiente de cada um deles. O Eu de cá, você de lá fez tanto sucesso que poucos meses depois centenas de cartas eram recebidas na redação da emissora. O programa se consagrava como um canal que possibilitava o reencontro de familiares e amigos que há muitos anos estavam sem notícias.           
    Gilvan Chaves presentou, ainda, outros programas, como o Programa Especial e cantou a abertura de outros, como o Alma das Coisas, que estreou na Rádio Nacional da Amazônia, na primeira metade da década de 70.
Gilvan Chaves canta a abertura do programa Alma das Coisas, da Rádio Nacional da Amazônia (Década de 70).       
Chamada gravada por Gilvan Chaves e veiculada pela Rádio Nacional de Brasília destacando as transmissões das Olimpíadas de 1976, pela TV Nacional   

Abertura do programa Especial apresentado por Gilvan Chaves, aos domingo ás 12h10min, na Rádio Nacional de Brasília, na década de 1970.
     O “Eu de cá, você de lá” permanece até hoje no ar como um dos programas de maior audiência da Rádio Nacional de Brasília.  Atualmente, é um canal de música e bate-papo com os ouvinte, entremeado por notícias do momento. 
    
Apresentador da Rádio Nacional de Brasília (AM), Gilvan Chaves, em show promovido pela Rádio Nacional de Brasília (AM), em 1982, no Estádio Serejão
      
    Titio Gilvan apresentou o Eu de cá, você de lá, até 1986 quando foi submetido a uma operação para colocar um marca-passo, em São Paulo. Mas, o coração de Gilvan não resistiu e parou de bater em agosto daquele ano. A Rádio Nacional de Brasília estava de certo modo um pouco muda, a voz de Gilvan Chaves se calou aos 67 anos.      
     Com a morte de Titio Gilvan, o Eu de cá, você de lá passou a ser apresentado por Luiz Alberto, que já participava da co-produção do programa desde 1980, quando foi contratado pela Rádio Nacional de Brasília.     
   Luiz Alberto, em entrevista concedida a repórter Rosemary Cavalcante, em 2008, dentro das comemorações de 50 anos da Rádio Nacional de Brasília conta como começou a sua carreira na Rádio Nacional de Brasília AM.
Luiz Alberto, em entrevista concedida a Rosemary Cavalcante (2008).
Placa de inauguração do Estúdio da RNA.
     Em 30 de janeiro 2002, ao inaugurar os seus estúdios que haviam mudado da 701 Sul para 702/703 Norte, a Rádio Nacional da Amazônia prestou homenagem ao radialista. Colocou seu nome no estúdio, que foi fechado em 04 de junho de 2012, quando a Rádio mudou para um novo prédio na 701 Sul.
    O Eu de cá, você de lá iniciou o ano de 2013 com mudanças, o locutor Luiz Alberto se afastou da emissora para ocupar cargo eletivo e o programa passou a ser apresentado pelo jornalista Luciano Barroso.
     Luciano Barroso é comunicador com mais de 40 anos de rádio e ao longo de sua carreira conquistou diversos prêmios. O mais recente destes foi o de “Melhor Locutor”, no prêmio Mané Garrincha, em maio de 2012.
     O “Eu de cá, você de lá” vai ao ar de segunda a sexta-feira às 20h30min e aos sábados às 19h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário